APREENSÃO DE “RIFA SOLIDÁRIA” IRREGULAR EM GAROPABA

ENTENDA O CASO:

Nesta quarta-feira, 31, uma mulher e um adolescente de apenas 16 anos foram denunciados pela venda de rifa não autorizada na cidade de Garopaba.

Os mesmos vendiam bilhetes de rifa que seriam em tese destinados a aquisição de uma prótese para uma pessoa com deficiência e que haveria um sorteio de objetos através dos números da loteria federal no mês de agosto de 2021.

Em pesquisas descobriu-se que esse mesmo argumento é usado desde 2017, aproveitando-se do sentimento de caridade das pessoas.

Em conversa com a pessoa que vendia a rifa a mesma informou que havia ainda uma terceira mulher vendendo e que todos moram na região da Palhoça.

Além disso, alegou que o dono da rifa é realmente um cidadão deficiente e que aceitou o serviço para receber parte do que arrecada com a venda, além de alimentação e transporte.

A mulher e o adolescente foram encaminhados para delegacia para apuração dos fatos.

O mesmo homem deficiente já é investigado por atuar em conjunto com outras pessoas em cidades como Paulo Lopes e São Lourenço do Oeste.

Não havia nenhuma autorização legal para a venda da “rifa” caracterizando assim no mínimo uma contravenção penal.

Fonte: Capitão ISRAEL NASCIMENTO DAMÁZIO
Comandante da Polícia Militar de Garopaba – 2ªCIA/GEIB

Emergência? Ligue 190
Baixe o app PMSC Cidadão

Fechar Menu