COLUNISTA CARLINHOS

Plantar para colher

Estamos atravessando um momento diferente na história da humanidade. Ninguém esperava que o ano de 2020 fosse dar essa guinada na rota de nossas vidas. Não que nunca tivesse acontecido outras epidemias em nossa história mas, essa é única em nossa geração. Interessante notar as diversas reações à nossa volta. Que vão desde uma histeria total vendo tudo isso como um fim de mundo, até um descaso total como se nada tivesse acontecendo, o famoso “cada um que se vire”. Espero que saiamos mudados depois que tudo isso passar. Que acordemos para a realidade de nossa fragilidade, quando algo tão pequeno, invisível, é o suficiente para nos colocar no chão, derrubando os planos do mundo inteiro. Que despertemos para o cuidado com o próximo, porque vemos nessa hora que somos todos iguais, ninguém é mais que ninguém. Que saibamos construir laços verdadeiros de amizades que são capazes de se manter firmes mesmo à distância. Perceber o valor que nossas famílias tem e a importância do carinho, do afeto e a responsabilidade por aqueles que são mais fracos, idosos, doentes, dependentes. Que aprendamos a plantar para que as futuras gerações possam colher, quem sabe exemplos de solidariedade que vamos deixar, cuidando dos mais pobres, dos “invisíveis” aos olhos de uma sociedade capitalista. Os médicos, enfermeiros, socorristas, limpadores de rua, faxineiros, entregadores de comida, heróis que estão dando a sua vida, se colocando em risco para salvar os outros. É um tempo próprio para plantar…

Fechar Menu