Fazemos por merecer?

Merecer o que? As amizades que partilhamos, a solidariedade que nos oferecem, as alegrias que a gente pode ter, os momentos de fraternidade e até a saudade que podemos sentir. Será que faço por merecer tudo isso, será que dou o meu melhor, ou apenas entendo cumprir minhas obrigações? Entender que se colhe os frutos por aquilo que se planta e mais ainda, ter a capacidade de saber que nem sempre teremos o privilégio de colher o que plantamos, mas, a consciência de que outros colherão. O que importa é plantar, semear, fazer, não esperar que outros façam por você. Se quiser crescer faça por merecer, não se acomode, não se acostume, não caia na rotina do fazer por fazer. Faça sempre o melhor, dê sempre o melhor de si. Que te conheçam pelo que você fez de bom, e não apenas pelo seu discurso de bondade. Faça por merecer o amor com que alguém tem por você. Isso é sinal de que alguém aposta em você. Alguém acredita em você. Faça por merecer.

Colunista: Carlinhos

Fechar Menu