Força-tarefa fiscaliza oito postos de combustível na Grande Florianópolis


Em uma força-tarefa conjunta na Grande Florianópolis nesta segunda, 19, e terça-feira, 20, o Instituto de Metrologia de Santa Catarina fiscalizou oito postos de combustível e 96 bombas. Houve a interdição de cinco bicos e perícia eletrônica em um dos equipamentos.
“A boa notícia é o Imetro não ter detectado fraude na quantidade de combustível entregue ao consumidor nos estabelecimentos fiscalizados. Seguimos firmes no propósito de defender os direitos do consumidor e a justa concorrência”, destaca Rudinei Floriano, presidente do Instituto de Metrologia de Santa Catarina.
No primeiro dia da força-tarefa, em Santo Amaro da Imperatriz, o Imetro-SC fiscalizou seis postos de combustíveis. Foram conferidos 62 bicos, com a necessidade de perícia eletrônica em um deles. Cinco bombas foram interditadas, três por fornecer menos combustível do que o anunciado, com índice superior ao admissível, e duas por vazamento, como medida de segurança. Os postos foram autuados pelo Imetro-SC e Procon e os proprietários têm um prazo para fazer a regularização dos equipamentos.
Nesta terça, no encerramento da operação, foram fiscalizados mais três postos, em Santo Amaro e Águas Mornas, conferidos 34 bicos, todos aprovados.
A operação conjunta teve a participação do Imetro-SC, Polícia Civil, IGP (Instituto Geral de Perícias), ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), Secretaria de Estado da Fazenda e Procon-SC. Na fiscalização das bombas, a responsabilidade pela checagem da qualidade do combustível é da ANP, enquanto o Imetro-SC é o responsável pela checagem da quantidade do produto entregue ao consumidor.
Fiscalização de combustível
Uma das principais preocupações na hora de abastecer o veículo são as possíveis fraudes no combustível. Se o consumidor estiver em dúvida quanto à qualidade do produto, deve denunciar na ANP (Associação Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), caso desconfie da quantidade do volume de combustível entregue, deve recorrer ao Imetro-SC.

Fonte: GSC
Foto: Divulgação / Imetro-SC

Notícias Relacionadas

Fechar Menu