NOTA OFICIAL SOBRE RESULTADO DE BALNEABILIDADE NA PRAIA DA VIGIA EM GAROPABA

Em virtude do comprometimento da qualidade sanitária das águas da Praia da Vigia em Garopaba, e considerando os questionamentos da população e veículos de comunicação da região, o Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA) compartilha informações acerca do resultado do ensaio das águas do respectivo balneário.
Em coleta realizada no mar para o Programa de Balneabilidade no dia 04 de janeiro de 2022, onde foi obtido o NMP/100ml (Número Mais Provável/ por 100 ml) de 2.909 em bactéria escherichia coli foram amostradas duas contribuições em dois pontos. Sendo o ponto 01 – Praia da Vigia, (laje/rocha), e o ponto 02 – Praia da Vigia, (córrego).
Para o ponto 01 tivemos como resultado de NMP/100ml >24.196 para Coliformes Totais e NMP/100ml de 17.329 para escherichia coli. Para o P02 tivemos como resultado NMP/100ml > 24.196 para Coliformes Totais e para escherichia coli NMP/100ml > 3.183, ficando claro que estas contribuições, além das precipitações pluviométricas ou outros lançamentos podem potencializar a possibilidade de impropriedade ao mar amostrado no local.
Para que um balneário seja considerado impróprio para banho é necessário que em mais de 20% das amostras coletadas nas cinco semanas anteriores a quantidade dessa bactéria seja superior a 800 por 100 mililitros ou se, na última coleta, o resultado for superior a 2000 escherichia coli por 100 ml.
O resultado dos dois pontos bem acima de 2000 NMP/100ml configura, neste caso, uma situação de imediatamente impróprio para o balneário, fazendo-se necessário a tomada de medidas fiscalizatórias nas residências próximas e galerias pluviais.
Fonte: IMA/SC

Notícias Relacionadas