Pescadores ainda não receberam suas licenças para a safra da tainha

Na manhã desta terça-feira, entrevistamos o seu Valmiro, presidente da Colônia dos pescadores, que nos relatou que ainda aguardam as licenças para pescarem na safra da tainha, pois falta apenas 17 dias para iniciar a pesca de arrasto.
A pesca artesanal da tainha tem grande valorização no litoral catarinense pela sua importância cultural. As capturas do peixe entre a região sul e sudeste, datam de séculos atrás, sendo registrado em livros de história como uma pesca peculiar, dada a forma como é feita.
Em Garopaba, a prática ganha ainda mais destaque, sendo orgulho para a cidade e motivo de apreensão e festa para os pescadores, que ficam atentos ao calendário para o início das suas atividades.
Toda essa tradição que orgulha os garopabenses e encanta os turistas que aqui chegam entre o outono e inverno, vendo o sol dourado repousar sobre o mar, em tons únicos de cor que só o inverno traz à cidade, tem uma grande história entre técnica e cultura.
A expectativa da liberação está entre o dia 26 de abril, segundo seu Valmiro, sendo que eles já estão cadastrados para receber a licença. Até lá, pescadores de Garopaba seguem o ritual de remendar suas redes, limpar motores e fazer melhorias nas embarcações. Tudo isso na expectativa de que a safra seja tão boa ou melhor do que a do ano passado. São dois meses de liberação para a captura.
À espera do frio
A pesca da tainha, tradicionalmente, começa com a chegar com o frio. Torna-se comum os cardumes migrarem do sul em busca de águas quentes para desovar.

Notícias Relacionadas

É hoje!

Câmara de Vereadores de Garopaba realiza Consulta Pública da Comissão...

Leia Mais
Fechar Menu