Santa Catarina investe R$ 1 milhão para fortalecer a apicultura e meliponicultura


Foto: Divulgação / Epagri

Com mais de 16 mil criadores de abelhas, Santa Catarina investe em programas para fortalecer e profissionalizar o setor produtivo. Em 2021, a Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural investiu mais de R$ 1 milhão para apoiar a aquisição de kits apicultura e de abelhas rainha, beneficiando mais de 300 apicultores e meliponicultores catarinenses. Os dados foram apresentados pelo secretário Altair Silva durante reunião com representantes da Federação das Associações de Apicultores e Meliponicultores de Santa Catarina (Faasc) em Campos Novos nesta quinta-feira, 2.

“A Secretaria da Agricultura e a Epagri são grandes parceiras dos apicultores e meliponicultores de Santa Catarina. Só este ano, foram investidos R$ 1 milhão, através do Terra Boa, em kits apicultura e abelhas rainha. Nós estamos trabalhando com os apicultores e os resultados são extraordinários. Somos um estado exportador de mel e já recebemos pelo menos seis premiações em concursos internacionais como melhor mel do mundo. O mel é saúde e preservação da natureza”, declara o secretário Altair Silva.


Foto: Divulgação / SAR

Dentro do Programa Terra Boa, o programa mais tradicional da Agricultura catarinense, há duas linhas específicas para atender os produtores de abelha: o Kit Apicultura e o apoio à aquisição de abelhas rainha.

O kit custa cerca de R$ 2,4 mil e cada produtor pode acessar até três cotas, num total de R$ 7,2 mil. Os apicultores capacitados pela Epagri ou Sebrae têm prioridade no atendimento. O pagamento pode ser feito em até dois anos, com parcela anual em juros.

As abelhas rainha são distribuídas num limite de 150 por produtor e cada apicultor pode acessar duas cotas em anos alternados.

Segundo Altair Silva, a Secretaria da Agricultura já planeja os investimentos para o Terra Boa em 2022 e a intenção é ampliar o Programa. “Nós pretendemos investir ainda mais para continuar fortalecendo a agricultura catarinense e a apicultura, com certeza, será uma das grandes beneficiadas”.

Fonte: GSC

Notícias Relacionadas